07 fevereiro 2011

Almas



Almas etéreas,
Que se buscam no infinito
De mundos infindos
Depois das esferas.

Almas ignotas de esferas do futuro,
Que se chamam
Se amam
Plenos de estudos.

Almas afins,
Sem fim
Dê-me a sua mão.

Estou ao teu lado,
É mais do que um laço
É mais do que compreende a razão.


Débora Cristina Albertoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário