03 junho 2013

A chuva, o campo e o vento



Nesses campos que seus olhos refletem,
Sua pureza, doçura e beleza
Que alhures procurava no planeta,
 E que agora me tens.

Nos seus mares colossais
De ondas sutis,
Sua boca navega nos maiores picos
Das curvas que te dispõem.

No vento te sinto,
Cada abraço
Peço um desejo:
Minha vida ao teu lado, a vida que almejo.

Na chuva o teu sabor,
teu calor, teu beijo, anseio,
desejo, abraço de amor.

Tuas mãos nas minhas
Entrelaçadas,
Por laços sem laços
E amor sem correntes.

No brilho das estrelas
Refletidas do teu coração,
Sinto um afã desejo,
Um ensejo de maneiras.

Em céu nublado,
Você se faz o Sol,
Meu que tudo tem,
Mas nada meu que precise, pois já és tudo teu.

No vôo dos pássaros,
Seu voar é mais que suave,
É brisa que me aconchega,
Que me protege.

No fogo, você é o escudo,
A vida que alimenta,
O fogo do fogo,
A chama da vida.

E o seu coração no morro mais alto
Num sussurrar lento,
Me faz buscar a chuva, o campo,
o vento.


Débora Cristina Albertoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário