12 junho 2016

Delírio


Maldita mentira
Que mata aos poucos
Delira na mente
E consome a alma, que cala e consente.

Se o coração não mais me pertence,
Saídas não fazem mais raízes
E raízes não seguram mais,
A mente que mente a cada dia.

Cada dia mais o coração aperta,
Cada dia mais as lágrimas o rosto contorna,
Pois no final de tudo,
É pra ti que sempre meu coração retorna.

Débora Cristina Albertoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário